9 dicas para manter a competitividade empresarial

Sumário

Em uma economia global que se move e se transforma em um ritmo mais intenso, a competitividade empresarial ocupa um lugar proeminente entre as ações estratégicas. Além das constantes mudanças, o perfil do consumidor se modificou, sendo hoje mais consciente e exigente de um atendimento mais personalizado, ágil e que gere impacto em alguma área da sociedade.

Por estar diretamente ligada ao principal ativo de qualquer negócio, o cliente, a competitividade empresarial se ramifica em diferentes setores dentro de uma companhia. Na verdade, ela traz a necessidade do olhar constante para os processos, custos, investimentos e inovação. 

Você vai conferir neste artigo qual o conceito deste tema, sua importância e dicas de como se manter em destaque no seu segmento.


O que é a competitividade empresarial?

Podemos dizer que ela seja o combustível que dá energia para um negócio se consolidar e, ao mesmo tempo, o temor constante de ser passado para trás pela concorrência. 

Disputar o mesmo cliente com o produto ou serviço semelhante requer todo um contexto de ações dentro da empresa, que podem fazer com que ela se destaque ante aos demais. No entanto, caso não reaja às mudanças do mercado, pode ser simplesmente esquecida pelo público consumidor. 


Influência

Há diferentes características que influenciam o grau de competitividade empresarial, como:

  • produto e/ou serviço de qualidade;
  • produção e entrega eficientes;
  • capacidade de alcance geográfico;
  • nível de referência entre os concorrentes;
  • ações de marketing;
  • nível de inovação.

Uma companhia com competitividade empresarial é aquela que se destaca no mercado em que atua e consegue fazer transparecer seus valores e missão dentro do produto ou serviço que oferece.

Organizações do futuro


Como manter a competitividade empresarial

Se você se encontra em um momento em que a concorrência está vindo com força e vê a criação de startups e empresas inovadoras que podem preencher lacunas do seu mercado, é hora de rever como a empresa funciona e o que fazer para não ser engolida pela falta de ação.

As dicas a seguir incluem iniciativas para serem aplicadas dentro da própria empresa, bem como dicas do que observar no mercado. Elas servirão de termômetro para que você avalie se o seu grau de competitividade empresarial pode estar ameaçado. Confira:


1. Reduza custos e otimize a produção

Há diversas fontes de redução de custos em uma companhia e essa é uma revisão que deve ser feita com frequência. Verifique a produtividade de toda a equipe, uso de material e processos. 

É o caso de evitar desperdício de matéria-prima e de itens danificados, suspender ou reformular produtos e serviços com menor saída, renegociar prazos e quantidade com fornecedores. 

O enxugamento dos gastos vai contribuir para que investimentos estratégicos possam ser feitos com o objetivo de manter a competitividade empresarial.


2. Otimize a produção

Observe se os processos podem ser aperfeiçoados, melhorando a produtividade de equipes e setores. Toda otimização pode levar à economia de gastos, mas este não precisa ser necessariamente o principal objetivo. 

Uma empresa, por exemplo, que otimize o processo logístico, pode melhorar o sistema e prazo de entregas e, com isso, mostrar mais eficiência aos olhos da concorrência e do consumidor. 


3. Integre seus funcionários à empresa

Profissionais valorizam empresas que mantêm uma relação harmoniosa, em que seja possível a troca de conhecimento entre os colegas e setores como um caminho para contribuir para o desenvolvimento do negócio. 

Programas de inovação corporativa podem reformular essa dinâmica entre gestores e funcionários, dando vazão à contribuição criativa de uma forma mais natural e integrativa, em que o capital intelectual seja melhor aproveitado.

A comunicação corporativa se tornou peça-chave para garantir esse ambiente que integra departamentos e diferentes níveis da gestão. O reflexo de uma equipe motivada e reconhecida também é sentida pelo público consumidor consciente, que atribui valor às companhias que mantém a competitividade empresarial de forma saudável. 


4. Escute seus clientes

Assim como os funcionários, os clientes também querem fazer parte da empresa. Eles buscam por marcas com valores com os quais se identifiquem e, assim, sintam-se representados quando a companhia reforça seu posicionamento.

Além disso, o consumidor sabe o preço da experiência de usar seu produto ou serviço e pode contribuir com as impressões e sugestões de melhorias. 

Algo que já é realidade e tende a ser ainda mais valorizado em diversos setores da economia é o atendimento personalizado. Clientes querem ser ouvidos e buscam por uma experiência de consumo, sejam eles um público final ou empresa intermediária.


competitividade empresarial

5. Desenvolva estratégias de marketing

Esta é uma forma de se posicionar em meio à competitividade empresarial. É através dos seus canais nas mídias sociais e, eventualmente, em mídias tradicionais que o posicionamento, valores e conquistas da companhia poderão ser vistas e acompanhadas, pela concorrência, consumidor e sociedade.

Já se sabe que a conduta da empresa frente a determinados temas e aspectos legais, bem como esforços de impacto social e ambiental ajudam a reforçar a identidade do negócio. 


6. Observe a concorrência e estude o mercado

Vale observar quais os investimentos, estrutura e direção que os concorrentes estão dando para os seus negócios. Parte da competitividade empresarial está em acompanhar os demais players e, ao mesmo tempo, traçar caminhos que o diferenciam para que seja a preferência e referência no setor. 

O mercado deve ser estudado continuamente, tanto sobre tendências das empresas quanto de consumo e demais setores relacionados direta e indiretamente. Empresas inovadoras e startups que chegam para transformar a dinâmica do segmento também devem ser observadas, pois estão preenchendo lacunas em que o consumidor não era devidamente atendido. 


7. Invista em novas tecnologias

Empresas consolidadas e mais antigas podem ter enfrentado, em algum momento, a necessidade de se aliar às novas tecnologias. Seja desde a presença digital, por meio de canais nas redes sociais, ao uso de softwares de gestão e produção, há investimentos que devem ser avaliados antes de serem implementados.

Nem sempre a linha de produção otimizada, por exemplo, quer dizer que a companhia irá manter a competitividade empresarial. Investir em novas tecnologias pode ter um custo elevado e, para isso, deve ser planejado e avaliado se esta é ou não uma das prioridades para se destacar diante da concorrência e obter rentabilidade. 


8. Implemente a inovação corporativa

Há casos, no entanto, que a modernização tecnológica é uma questão vital para a competitividade empresarial. A NSC, em Santa Catarina, é um destes casos e foi uma das empresas que passaram pelo programa de inovação corporativa da Semente Negócios. 

Em uma sociedade cada vez mais presente no mundo digital, a empresa de comunicação reformulou o modo de chegar a este público, mas sem deixar de atuar com as mídias tradicionais. A estratégia também trouxe uma nova proposta aos anunciantes, para que também estivessem presentes no ambiente digital por meio do canais da NSC.

Confira outros cases de inovação corporativa através dos projetos da Semente no nosso blog.


9. Aposte na Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e parcerias

Uma das formas de encontrar novas soluções ou aprimorar as atuais acontece através da pesquisa e de parcerias. Em um modelo enxuto que não comprometa o core business da empresa, cria-se um núcleo de inovação, que pode envolver pesquisa e desenvolvimento em parceria com universidades e instituições.

Há empresas que também desenvolvem programas para incubar startups que possam contribuir para o processo de inovação, em uma relação de troca. A companhia oferece estrutura e ambiente para testar os protótipos, enquanto a startup traz o conhecimento e ferramentas para testar as soluções. 


Inovação corporativa

A inovação corporativa é um caminho mais amplo para manter a competitividade empresarial. Ela abrange a revisão da forma como o negócio é conduzido, bem como das dicas citadas anteriormente, avaliando quais estratégias são mais indicadas para a companhia.

Através da expertise de uma consultoria especializada em inovação corporativa, como a Semente, membros da companhia podem ser capacitados para implantar a cultura criativa e trilhar a jornada que ajude a manter a competitividade empresarial.


Conclusão

A competitividade empresarial requer um esforço contínuo. Acompanhar a concorrência e o mercado, os resultados internos e externos e ainda identificar falhas e oportunidades precisam de fôlego e conhecimento. 

Novas tendências que poderão ditar o futuro da companhia, o rumo que outros empresários estão tomando e quais as ferramentas e soluções certas para o seu negócio podem ser encontradas em diferentes tipos de eventos. Palestras, seminários e cursos podem ajudar a compreender o grau de competitividade empresarial. 

Outra forma de fazer esse diagnóstico e buscar a solução é ter o apoio de uma consultoria especializada em inovação corporativa, para ajudar a descobrir a essência da empresa e como ela deve se comportar daqui para frente. 

Entre os serviços de inovação da Semente estão desde o diagnóstico ao intraempreendedorismo, implantação de inovação aberta e metodologia de práticas inovadoras. Agende uma conversa com a equipe da Semente Negócios!


Semente Negócios

Semente Negócios

A Semente é uma empresa de educação empreendedora que aposta na inovação como ferramenta para a geração de prosperidade, desenhando e executando projetos customizados em três frentes: Programas de Empreendedorismo e Aceleração; Projetos de Inovação Corporativa; e Programas de Desenvolvimento Territorial. Em 10 anos promovendo prosperidade por meio da inovação, a Semente já atuou no Brasil e outros nove países apoiando mais de duas mil empresas tais como Vale, Natura, Mercur, Sebrae, Senac, Vivo, BB Seguros, entre outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *