Como criar negócios com os ODS: consumo e produção responsáveis

Sumário

Recentemente, a Semente foi convidada para um encontro de negócios de impacto. O tema era como criar modelos de negócios à luz dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Entretanto, para além do assunto, já abordado em outros artigos aqui sobre como criar negócios com os ODS e aqui, me questionei: como, de fato, elucidar as pessoas daquela conversa a ponto de encorajar a criação de negócios que visem uma produção e o consumo responsáveis?

O processo para esta facilitação ficou mais fácil quando percebi que era só vestir a camisa da empresa, uma vez que promover prosperidade por meio da inovação é também pensar na criação de negócios de impacto social. Sendo assim, não pude deixar de iniciar minha fala sem trazer uma imagem que circulou nas redes sociais mostrando pessoas buscando restos de comida para comer no lixo.

Este é apenas um dos reflexos de uma população urbana que continua crescendo em um ritmo acelerado e que não atende a todos igualmente. Diante deste reflexo fica a pergunta: de quem é a responsabilidade de proporcionar ambientes seguros, justos, saudáveis e, claro, sustentáveis?

Texto: como criar negócios com as ODS.

Um dever de todas e de todos

De acordo com a Stanford Social Innovation Review (SSIR), empreender com negócios de impacto traz soluções para problemas sociais reais de forma mais eficiente, sustentável e justa. Como resultado, isso acaba gerando mais valor, o que beneficia a sociedade como um todo e não apenas alguns indivíduos. Dessa forma, se faz necessário o desenvolvimento de ações, programas ou projetos que permitam a geração de renda, qualidade de vida e cidadania. 

Um olhar atento para o ODS 12, que visa assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis até 2030, me faz refletir sobre a importância das metas que circundam este objetivo se um grande número da população mundial não tomar a responsabilidade um pouco para si. Para além de responsabilizar governos e organizações, precisamos nos disponibilizar a fim de contribuir para o alcance deste objetivo. Isso visando um resultado de impacto muito mais do que para apenas uma pessoa. 

Pensar negócios com os ODS: 5 premissas fundamentais

Levando em conta o ODS 12 sobre consumo e produção responsáveis, listo abaixo 5 premissas fundamentais para pensar negócios cujo consumo e a produção responsáveis são o foco.

  1. Intencionalidade: ter explícito em seu propósito a geração de impacto socioambiental positivo. 
  2. Mensuração de impacto: conhecer, mensurar e avaliar seu impacto frequentemente.
  3. Sustentabilidade econômica: gerar receitas próprias para se sustentar.
  4. Governança: possuir uma governança que leve em consideração os interesses de investidores, clientes e comunidade, impedindo que as ações sejam feitas a qualquer custo.
  5. Muita garra! Afinal sei que empreender, independente do modelo de negócio, não é fácil.

Espero ter plantado uma sementinha em você para que, juntos, possamos contribuir para a criação de um mundo onde não nos deparemos com tanto desequilíbrio. Seja nos poucos minutos que tive para abordar este assunto no encontro ou neste texto.

Ive Caceres

Ive Caceres

Trabalha com gestão e planejamento de projetos há mais de 10 anos e escreve desde sempre. Graduada em Publicidade e Propaganda, Pós-graduada em Gestão em Economia Criativa, atualmente trabalha na gestão de projetos criativos e de empreendedorismo feminino. É consultora de inovação social da Semente Negócios, além de idealizadora e professora da oficina de escrita “Texto Nosso de Cada Dia”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *