Glossário de inovação e empreendedorismo: tudo que você precisa saber

Sumário

Funcionando como uma espécie de “dicionário”, um glossário reúne termos ou palavras não tão conhecidas. Isso normalmente ocorre em trabalhos acadêmicos cujo uso técnico das palavras é mais acentuado, em casos em que há muita regionalização ou termos em outro idioma. Todavia, em nosso glossário de inovação e empreendedorismo, reunimos palavras e algumas denominações importantes para quem se interessa por esse universo. Confira!

A

Aceleradoras

As aceleradoras são entidades cujo objetivo é apoiar o desenvolvimento de negócios inovadores e com potencial de crescimento, portanto, escaláveis, para outro muito mais avançado em um curto espaço de tempo.

Afroempreendedorismo

Diz respeito a um movimento realizado por pessoas empreendedoras negras que decidem abrir um negócio. É importante salientar que uma pessoa afroempreendedora não precisa necessariamente atuar com a temática racial, do mesmo modo que não lhe é restrito alcançar diferentes públicos para além da comunidade negra.

Em resumo, o afroempreendedorismo é um fenômeno estratégico de caráter econômico, político e social, cuja pessoa empreendedora negra desenvolve uma atividade empresarial criativa e muitas vezes inovadora.

B

Bootcamp

Metodologia de educação eficiente cuja premissa é a imersão em um determinado assunto. Dito de outra forma, é uma espécie de “treinamento intensivo” com o objetivo de complementar skills técnicas em dinâmicas muito mais produtivas que as habituais.

C

Cap table

Planilha que mostra a capitalização do patrimônio de uma empresa. Também conhecida como tabela de capitalização ou tabela de limite. É bastante utilizada por startups e negócios em seus estágios iniciais – mas qualquer empresa e em qualquer estágio de maturidade pode adotá-la como mecanismo de controle.

Em uma cap table geralmente estão incluídas informações como ações ordinárias, ações preferenciais, garantias e capital conversível.

Cultura da inovação

Abrange práticas e valores como criatividade, imaginação, geração de ideias e disseminação de conhecimento. Partindo de um conceito complexo, a cultura pode ser entendida como um espectro que rege corações e mentes.

A cultura da inovação em empresas pode ser descrita como a formação de uma ambiência em que as pessoas se sentem confortáveis para colaborar genuinamente. Dessa forma, elas não encontram barreiras para fazer fluir ações que vão interferir positivamente nos mecanismos e processos de trabalho em prol de práticas disruptivas.

Vemos duas mulheres sentadas no sofá; uma delas tem um computador no colo enquanto a outra segura alguns papéis. Juntas, elas parecem analisar alguma coisa (imagem ilustrativa). Texto: glossário de inovação e empreendedorismo.

Conexão com startups

Um dos veículos de inovação aberta mais utilizados por grandes empresas nos últimos anos. A aproximação com startups faz com que a mentalidade ágil, as capacidades de adquirir conhecimento e gerar soluções inovadoras, muito próprias destes tipos de negócio, possam ser aplicadas a grandes corporações, preparando empresas tradicionais para novas economias.

Corporate Ventures

Estratégia de investimento de grandes empresas em startups, portanto, os esforços para que iniciativas empreendedoras nesse sentido possam acontecer. Envolve um grande número de ações internas, muitas vezes relacionadas ao intraempreendedorismo, assim como os processos de conexão com startups, visando apostar em novos modelos de negócio. 

Consultorias

Serviço oferecido a empresas de diferentes portes e segmentos, as consultorias têm como foco a estruturação de processos de cocriação em soluções de mercado, a partir dos desafios dos negócios, sempre tendo a inovação como foco, sendo este o seu principal diferencial.

Estes processos servem para tirar projetos do papel, apoiados por metodologias como o Design Thinking, por exemplo, a fim de gerar resultados. Já as pessoas consultoras podem ser especializadas nas mais diversas áreas, como marketing digital, empreendedorismo feminino, gestão etc.

D

Design Sprint

Metodologia desenvolvida pelo Google Ventures. Com foco no usuário e na agilidade de processos de inovação, pode ser usada para criação de produtos, serviços ou para o amadurecimento de um processo em um curto espaço de tempo.

Isso porque o objetivo do Design Sprint é condensar semanas ou até meses de trabalho para validar uma ideia em ciclos de poucos dias – aqui na Semente, desenvolvemos uma lógica em 9 dias.

Compondo o rol das Metodologias Ágeis, o Design Sprint pode ser utilizado em qualquer empresa que deseja levantar hipóteses, medir, aprender e iterar o mais rápido possível.

Design Thinking

Uma abordagem metodológica cujo objetivo é o de resolver problemas complexos com foco nas pessoas. Em outras palavras, é um processo criativo com foco em criar soluções para grandes e pequenos negócios no nosso dia a dia.

Tem como base a empatia, a experimentação e a prototipação. A abordagem tem um caráter altamente colaborativo, otimista e visual, em prol de um impacto positivo, criando soluções de negócio inovadoras e criativas.

E

Economia criativa

Setor da economia cujas ações estão relacionadas à cultura, tecnologia e criatividade, gerando receita e impacto na economia. É responsável por uma parcela considerável no nosso Produto Interno Bruto (PIB).

Alguns exemplos do que se pode entender por economia criativa: a composição de uma música; o desenvolvimento de um aplicativo para resolução de problemas cotidianos; a produção de uma série ou formas e estilos de vida dos mais variados.

Ecossistemas de inovação

São ambientes onde as pessoas interagem e cooperam com o objetivo de gerar ideias e solucionar problemas, criando valor compartilhado, em prol do desenvolvimento social e econômico.

Tais comunidades podem se organizar em diferentes espaços, sejam empresas, eventos, universidades, órgãos governamentais e ambientes destinados a essa função, como é o caso dos hubs.

Empreendedorismo feminino

Movimento de mercado que envolve iniciativas empreendedoras realizadas e lideradas por mulheres. Envolve a luta por equidade dentro do mercado de trabalho e pela garantia de direitos. Tal cenário contribui ainda para a geração de ecossistemas empreendedores mais diversos, dinâmicos e renovados. Apesar dos avanços recentes, os desafios são constantes e precisam ser constantemente debatidos.

Vemos cinco mulheres sentadas à mesa trabalhando em diversas atividades (imagem ilustrativa). Texto: inovação e empreendedorismo.

Empreendedorismo periférico

Movimento de mercado que nasceu fora do clichê das grandes corporações. Ele nasceu da necessidade das pessoas e tem a criatividade e a resiliência como principais formas de atuação.

Além disso, tais empreendimentos são amparados pelas pelas comunidades locais que consomem e estimulam esses negócios, fazendo desse ecossistema um caminho em que todas as pessoas seguem juntas.

Educação empreendedora

Ação ou conjunto de ações que desenvolve competências ligadas à construção de projetos de vida e ideias inovadoras. Isso auxilia na formação de cidadãos autônomos e transformadores, a partir da formação de uma cultura empreendedora. Como resultado, é possível preparar as pessoas para os mais diversos desafios do nosso dia a dia, em prol de um futuro melhor.

ESG

Sigla para Environmental, Social and Governance (em português, Ambiental, Social e Governança), corresponde às práticas e responsabilidades socioambientais e de governança de uma organização. O termo foi criado em 2004 e publicado no Who Cares Wins. Os negócios que atuam com os pilares do ESG são sobretudo aqueles comprometidos em estabelecer relações mais concretas entre sustentabilidade e a inovação.

F

Feedback

Do inglês, é o efeito que o emissor obtém da reação do receptor, servindo geralmente para a avaliação de resultados. Em outras palavras, é um retorno a respeito de uma determinada ação ou atividade, sempre feito de modo a contribuir positivamente com quem ouve.

Existem diversas maneiras de fazer um feedback construtivo, e muitas vezes essa prática ajuda a aumentar o desempenho das pessoas dentro das corporações.

Foresight

Processo de transformar fatos sobre o presente em visões do futuro de forma plausível, provocativa e lógica. Esta prática engloba o pensamento criativo sobre possibilidades de futuro e análise sistemática de padrões que afetam as mudanças.

Dessa forma, as ferramentas de foresight nos ajudam a sentir, interpretar as mudanças e a comunicar essas possibilidades.

G

Gestão do conhecimento

Processo pelo qual é possível criar, compartilhar, usar e gerenciar o conhecimento em uma organização. A gestão do conhecimento abrange o conceito de informação, ato ou efeito de informar(se), a partir de objetivos operacionais em prol de capturar, melhorar, aprimorar e valorizar o conhecimento disponível no ambiente organizacional. Como resultado, é possível otimizar recursos, tempo e, sobretudo, capital intelectual.

Gestão da inovação

Diz respeito ao controle e gerenciamento dos processos e rotinas que fazem com que as estratégias de inovação se operacionalizem. O foco da gestão da inovação é fazer com que a empresa tenha capacidades e habilidades que a permitam identificar e agir frente a uma oportunidade externa, usando seus esforços criativos para introduzir novas ideias, processos, produtos ou modelos de negócios para atender às demandas do mercado.

Governança da inovação

Diferentemente da Gestão da Inovação, a Governança, que vem do verbo latim gubernare, significa traçar diretrizes. É uma ação utilizada para definir estratégias, métricas e políticas gerais para as atividades da empresa, garantindo que todas as partes interessadas sejam atendidas.

H

Hackathon

Combinação dos termos hack (programar) e Marathon (maratona). Os Hackathons são eventos com a presença de programadores, designers, profissionais do marketing e de outras áreas ligadas ao desenvolvimento de software e de outras soluções de mercado.

Estes eventos podem durar de um dia até uma semana, em geral, num ambiente bastante propício à inovação e à resolução de problemas. Toda essa ambiência permite a estes profissionais “pensar fora da caixa”, com sessões acompanhadas por pessoas gestoras e líderes de inovação.

Vemos que uma pessoa tem sobre a mesa um computador, tablet, celular e canetas. Concentrada, ela trabalha em alguma tarefa (imagem ilustrativa).

Hard sell

Modelo estratégico para a venda de produtos e/ou serviços com o objetivo de obter mais conversões (leads). O Hard sell se baseia em ações e abordagens menos sutis que a Soft sell, por exemplo, com o propósito de fechar novas vendas de forma direta. É ir direito ao ponto, com a finalidade de convencer o cliente rapidamente. 

Para isso, é necessário um planejamento estratégico estruturado, elencando o processo de compreensão dos problemas e objetivos do cliente, benefícios e diferenciais do produto e/ou serviço oferecido, bem como as soluções para possíveis objeções e para o fechamento da venda.

Home office

Formato que consiste em ter uma estrutura de trabalho no ambiente doméstico (do inglês, home, casa e office, escritório). Apesar de a denominação não ser necessariamente uma novidade, o ano de 2020 foi decisivo para um crescimento vertiginoso de atividades desse tipo, em função da pandemia de Covid-19.

Passados dois anos, começa a se falar em modelos híbridos de trabalho ou 100% remotos, cujas pessoas têm maior autonomia para gerir suas demandas e o seu tempo.

I

Impacto socioambiental

É o efeito de ações e projetos na comunidade ou no ecossistema de um território e suas reverberações na qualidade de vida, bem-estar das pessoas e de todo o ecossistema. Este impacto pode ser tanto positivo quanto negativo, e cada vez mais as organizações procuram olhar para quanto e como isso tem contribuído para a promoção de uma sociedade mais justa e igualitária.

Inbound Marketing

Metodologia ou conjunto de estratégias de marketing que tem como objetivo conquistar e fidelizar clientes, visando chamar a atenção desses potenciais consumidores.

A ideia consiste em conquistar o público-alvo para que seja possível comunicar-se com ele de forma mais direta, resultando em um relacionamento de confiança e duradouro. Além disso, tais estratégias são pensadas para que os clientes venham até a sua empresa, atraídos pelos conteúdos e mensagens veiculadas.

Incubadoras

Instituições que ajudam micro e pequenas empresas, em diferentes estágios de maturidade, a melhorar suas operações.

Elas fomentam o empreendedorismo em diferentes cadeias, fazendo com que os negócios possam sobreviver ao mercado, fornecendo suporte gerencial, administrativo e mercadológico, bem como apoio técnico para o alcance dos resultados.

Normalmente, as incubadoras atuam junto a empresas com potencial para entrega de produtos e serviços com alto grau de diferenciação.

Inovação

Conceito amplo, em sua raiz etimológica, inovação significa ação ou efeito de inovar; aquilo que é novo; qualquer alteração em situação de fato ou de direito que possa interessar à apreciação, entre outros entendimentos. De todo modo, uma ação inovadora requer algumas skills como criatividade, coragem e a possibilidade de vislumbrar outros caminhos possíveis.

Para nós da Semente, inovação significa a capacidade de resolver problemas reais, a partir de um ferramental potente para apoiar no desenvolvimento das pessoas e seus territórios.

Intencionalidade

Característica fundamental para os negócios de impacto, a intencionalidade funciona como um propósito genuíno de resolver problemas reais e de melhoria das dinâmicas sociais intrínsecas em negócios dessa natureza.

Para a Semente, por exemplo, os negócios podem e devem promover prosperidade aos indivíduos, com ampliação do bem-estar econômico, social e político – isso caracteriza nossa intencionalidade.

Intraempreendedorismo

Refere-se à ação de empreendedor dentro de uma organização. Dessa forma, as pessoas que compõem o time de colaboradores utilizam suas habilidades empreendedoras dentro da empresa onde trabalham para elaborar processos, produtos ou serviços mais criativos e inovadores. Tal postura pode acarretar em mudanças estruturais substanciais dentro da empresa, contribuindo para um ambiente mais dinamizado e desafiador.

Vemos algumas pessoas em um escritório com vários computadores; todas estão concentradas (imagem ilustrativa).

Investidor anjo

Figura que recebe uma participação societária minoritária em um negócio, decorrente do seu investimento. Todavia, essa pessoa investidora não assume posição executiva na empresa, mas atua em posição de conselheira na orientação de outras pessoas empreendedoras, participando das decisões estratégicas da empresa, por exemplo. Como resultado, as chances de sucesso do negócio aumentam, além de acelerar o seu desenvolvimento.

A figura do investidor anjo também é importante pois, além de entrar financeiramente no negócio, esse investidor traz também uma bagagem de experiência e uma rede de contatos que podem ser valiosas.

ISO 56002

Conhecida como a ISO da inovação, é a norma que estabelece as diretrizes para implementar um sistema de gestão voltado para a inovação. Ela é a única certificável via atestado de conformidade. Sua importância consiste em estruturar os processos pelos quais as empresas que trabalham com inovação precisam passar para a geração de resultados.

Com isso, alguns benefícios são gerais, como maior capacidade para gerenciamento de incertezas; redução de custos e desperdícios; aumento da produtividade e eficiência de recursos, entre outras coisas.

K

Kanban

Do japonês “kan” significa placa e “ban” significa sinalização, sendo o Kanban um sistema visual de controle e acompanhamento das etapas e processos produtivos, ou um quadro de sinalização. Baseado em uma prática simples, ele nada mais é do que uma ferramenta para o controle do trabalho.

L

Lean Canvas

Ferramenta baseada no Business Model Canvas que enfatiza as hipóteses que precisam ser validadas nos primeiros anos de vida de uma startup. O Lean Canvas tem uma ordem de preenchimento, consistindo em: problema, segmento de clientes, proposta de valor, solução, canais, receitas, estrutura de custos, métricas-chave e vantagem injusta.

Esse é o Canvas usado principalmente para negócios em estágio de validação e teste de hipóteses. Assim, ele pode ser bem importante para negócios de impacto que estão no período de ideação ou lançamento da organização.

Líderes de inovação

São pessoas que exercem o papel de visionárias criativas, ou seja, são movidas pela busca incessante de novas ideias. Essas pessoas sempre estão motivando as demais a serem criativas e inovadoras, destituindo o erro e o medo como lugares de tensão e vergonha. Do mesmo modo, pessoas líderes em inovação exercem um papel de facilitadoras, guiando as ideias de transformação rumo à realidade.

M

Mapa mental

Representação gráfica de fatos e fenômenos, muito utilizada para organização de ideias sobre um determinado tema. A partir dessa disposição, é possível compreender com maior clareza toda a estrutura de um projeto, por exemplo. Além disso, um mapa mental auxilia nas formas de pensamento em geral, a partir do momento em que são apontados aspectos importantes de toda uma ordem de coisas.

Mapeamento de ecossistemas

Instrumento que permite identificar quem são os atores mais relevantes, bem como os demais elementos que compõem o universo do empreendedorismo inovador em determinada cidade, região ou território.

Tal ferramenta permite entender mais profundamente como estão estruturadas as dinâmicas que contribuem para a promoção do empreendedorismo. Isso colabora com a geração de insights relevantes, percepção de lacunas de atuação e orientando as ações na direção correta para impulsionar o desenvolvimento socioeconômico desses ecossistemas.

Mensuração

Consiste no processo de definição e medição de indicadores para observar, de forma disciplinada, os efeitos e as mudanças de uma realidade social geradas a partir do seu negócio. Isso servirá para reunir informações estratégicas sobre o negócio, auxiliando com as tomadas de decisão sobre os próximos passos. Além disso, essa é uma ótima ferramenta para demonstrar o valor gerado à sociedade, fortalecendo ainda mais as estruturas da empresa.

Vemos que um homem tem sobre a mesa um tablet com gráficos em tela, alguns impressos, uma caderneta e uma calculadora (imagem ilustrativa).

Metodologias Ágeis

Formas de ação cujo propósito é o de acelerar as entregas de um determinado projeto. Isso se dá porque tais processos demandam um prazo menor para implementação, além de um grande esforço a fim de evitar erros. Podemos dizer que as metodologias ágeis se baseiam em quatro pilares: comunicação, praticidade, alinhamento das expectativas e adaptabilidade/flexibilidade.

Já as vantagens em relação a adesão às metodologias ágeis pode consistir no aumento de produtividade, resultando em múltiplas entregas; na qualidade do produto, em função das revisões incrementais constantes; maior engajamento da equipe; aumento da satisfação do cliente e a redução de problemas e falhas, tendo em vista a divisão do ciclos menores.

Modelo de negócio

Descrição concisa da lógica de criação, entrega e da captura de valor de uma corporação, pontos considerados atividades-chave para qualquer modelo de negócio. Muitas pessoas podem imaginar que pela presença da palavra “modelo”, esse desenho consistiria numa “receita de bolo”. Mas não é bem assim.

Cada modelo de negócio dependerá diretamente da sua proposta de valor, além de levar em conta as características da empresa. Isso facilita o entendimento completo de um negócio, pois é possível descrever todos os elementos e as frases que o compõem, elevando o nível de integração da organização.

Modelo de receita

Diferente de um modelo de negócio, refere-se necessariamente à gestão de fluxos de receita que um negócio recebe. É um dos fatores que ajudam a determinar o seu modelo de negócio. Além disso, estabelecer um modelo ajuda o seu negócio a analisar e a monitorar todos os recursos necessários para um fluxo de receita funcional e correto.

Mudança social

Toda e qualquer mudança social e do seu modo de organização coletivizado. Diz respeito a aspectos culturais e econômicos no decorrer do tempo histórico, sendo tema importante para muitos teóricos da Sociologia, como Comte, Weber, Marx e Durkheim. Considerando isso, algumas características para a mudança social são o ritmo, a coletividade e a permanência.

Sendo assim, podemos citar como exemplos claros da mudança social a luta pelo direito das mulheres ao voto, em 1933, guardada suas devidas proporções; a instituição do divórcio no Brasil, bem como as mais recentes mudanças envolvendo as tecnologias.

MVP

Uma das metodologias mais conhecidas para o desenvolvimento de produtos e negócios, cujo fundamento é validar o potencial de uma ideia antes de investir tempo e dinheiro nela. Em resumo, o MVP consiste no processo de refinamento de uma ideia, a fim de que seja empregado o mínimo de recursos possíveis para entregar uma proposta inicial de valor que será refinada após algumas etapas importantes.

Mentorias

Processo de transmissão de conhecimento em que uma pessoa, normalmente alguém com mais experiência profissional que a outra, auxilia em processos de aprimoramento ou aprendizado.

As mentorias são mais dinâmicas e, na maioria das vezes, estão focadas em analisar uma situação real a ser enfrentada, indo direto ao ponto. Elas podem ocorrer a partir de sugestões, críticas construtivas ou questionamentos da pessoa mentora, que compartilha experiências, agregando valor com a sua própria experiência.

Nisso, tal processo se difere de um curso tradicional, por exemplo, que se destaca por outros quesitos.

N

Negócios com propósito

São empreendimentos que buscam resolver um problema e/ou necessidade socioambiental. Seus produtos, técnicas, serviços e tecnologias são desenvolvidas na interação com a comunidade e representam efetivas soluções de transformação social às diversas realidades onde se aplicam.

Além disso, os negócios com propósito são capazes de se sustentar financeiramente com geração de receita própria. Para isso, utilizam mecanismos de mercado a fim de potencializar seu alcance e sua capacidade regenerativa e distributiva. Podem figurar nessa categoria organizações formalizadas de qualquer natureza jurídica (com ou sem fins lucrativos), bem como empreendimentos em estágio inicial ainda não formalizados.

Negócios de impacto

Outro conceito em disputa, negócios de impacto são aqueles que procuram resolver problemas reais com a intenção de causar impacto positivo nas camadas socioambientais da sociedade e, com isso, gerar valor compartilhado. Eles atuam na solução para mazelas sociais, criando produtos, serviços ou formas de operação inovadores. Nesse sentido, os negócios de impacto caminham rumo à transformação social.

NPS

Sigla para Net Promoter Score, o NPS é uma metodologia de cálculo de satisfação de clientes que serve para avaliar o seu grau de fidelidade. A abordagem surgiu após Fred Reichheld, consultor da Bain & Company, publicar na Harvard Business Review, em 2003, um artigo onde apresentava os resultados de seus estudos que, posteriormente, seriam melhor explorados em seu livro mais recente A pergunta definitiva 2.0.

Entre as vantagens de utilizar o NPS está a facilidade, simplicidade, agilidade e sua facilidade de adaptação às mais distintas realidades de negócio.

Uma mulher trabalha em seu computador sentada à mesa (imagem ilustrativa). Texto: inovação e empreendedorismo.

O

OKR

Sigla para Objectives and Key Results, ou Objetivos e Resultados-Chave), o OKR é uma metodologia de gestão utilizada por diversas empresas atualmente. Criada pelo ex-CEO da Intel, Andrew S. Grove, a metodologia ganhou o mundo após John Doerr, um dos investidores do Google, apresentá-la para o seu time de funcionários. 

O OKR funciona com dois componentes fundamentais: 1) Objetivo, expresso de maneira concisa e ao mesmo tempo vividamente; 2) Resultado-chave, ou KR, os esforços de atendimento para alcançar o objetivo determinado.

Outbound

Estratégia oposta ao Inbound. No caso da Outbound, ao identificar o perfil dos potenciais clientes, sua empresa passa a abordá-los. Portanto, chamamos de Outbound um processo de prospecção ativo, bastante comum a empresas B2B, com ticket médio alto de ciclo de vendas longo e a empresas B2C, com ticket médio baixo e ciclo de vendas curto. Por outro lado, há relações com o processo de inovação.

P

Perfil empreendedor

Diz respeito a um conjunto de traços psicológicos ou habilidades que tornam uma pessoa apta para determinado posto, encargo ou responsabilidade. Dentre essas habilidades estão a capacidade de liderança, resiliência para o enfrentamento de problemas, autoconfiança, capacidade analítica, automotivação e, sobretudo, a criatividade.

Aqui na Semente, por exemplo, consideramos que uma das principais características para uma pessoa empreendedora é a sua capacidade de resolver problemas reais – o que fortalece os vínculos com as capacidades inovativas.

Persona

É a representação fictícia do seu cliente ideal. Ao criar uma persona, é necessário considerar dados reais sobre hábitos, características demográficas, bem como alguns anseios e dores. Diferente do seu público-alvo, a definição da persona busca trazer aspectos mais personalizados do seu cliente ideal, o que humaniza mais as relações.

Pesquisa exploratória

Metodologia de pesquisa normalmente utilizada para obter insights e ideias. É muito comum que na fase inicial de um estudo, a delimitação dos problemas a serem investigados seja incipiente. Logo, isso acarretaria em outras dificuldades, como na formulação de hipóteses a serem testadas e, por conseguinte, na definição das próximas etapas.

Pipeline de inovação

Processo pelo qual as ideias geradas percorrem as empresas para gerenciar, de forma mais eficiente, os riscos e incertezas inerentes à inovação, através de validações com base em experimentos.

Sendo assim, para desenvolver um pipeline de inovação, alguns aspectos devem ser contemplados, como: critérios de seleção dos projetos; etapas a percorrer; marcos que estabelecem a passagem de uma etapa a outra; a disponibilização de um budget gradual atrelado aos marcos etc.

Pitch

É a técnica mais utilizada para apresentar um negócio – ou uma ideia de negócio – inovador para qualquer público. Para isso, utiliza-se de uma fala concisa, que pode variar de 30 segundos até 20 minutos.

Ou seja, pitch é uma técnica de apresentação rápida e deve contemplar quatro pontos essenciais: o problema que você ou sua empresa se propõe a resolver; as pessoas que sofrem com aquele problema; a solução proposta e o diferencial apresentado (o que vai garantir que a sua empresa se destaque).

Entenda como construir um Pitch de alto impacto.

Pivotagem

É uma mudança na estratégia do negócio para melhor direcionar sua startup rumo a uma situação mais vantajosa. A pivotagem geralmente ocorre após os primeiros feedbaks dados pelos consumidores, ou especialistas no nicho de mercado que sua startup está atacando.

Isso mostra o quanto importante é “ir validando” seu modelo de negócio com pessoas reais e não com mero embasamento em informações pesquisadas ou de terceiros.

Plano de ação

Documento onde constam estratégias traçadas para atingir um determinado resultado, tomando como ponto de partida o atual estado das coisas, podendo ser proposto nos mais diferentes estágios de um projeto, sobretudo quando os feitos não saem como imaginado.

Podem constar em um plano de ação o objetivo geral; lista de ações e atividades; data de início e fim previstos; orçamento alocado para as atividades; pessoas responsáveis pela execução das ações; riscos envolvidos etc.

Portfólio de inovação

É um conjunto de projetos ou produtos desenvolvidos sob gerenciamento de uma organização. Todos esses projetos ou produtos presentes em um portfólio de inovação concorrem por recursos limitados e são interdependentes, uma vez que podem compartilhar a mesma tecnologia ou insumos e podem possuir objetivos conflitantes.

Pré-incubação

São programas de imersão empreendedora com o objetivo de fomentar e capacitar negócios nos mais diversos estágios de desenvolvimento. Entre as formas de se fazer isso está o oferecimento de suporte na construção de estratégias adequadas para construção de soluções, assessoramento na modelagem de negócios, o aumento da capacidade de gestão de pessoas empreendedoras etc.

Problem Solution Fit

Qual é o problema que estou resolvendo com o meu produto? A pessoa empreendedora deve se perguntar. A resposta consiste na definição de Product Market Fit, que é quando a solução modelada resolve um problema relevante ou atende a uma necessidade identificada, em um determinado segmento de pessoas (público-alvo).

Product Market Fit

É o encaixe do produto no mercado, sendo o estágio em que se começa a criar um produto real – e é quando você otimiza a eficácia do seu produto. Assim, é possível alcançar o ajuste de produto quando seus primeiros adeptos aderem à sua solução, trazendo alto nível de pontuação quanto ao engajamento, aderência e validação da ideia.

Vemos duas pessoas num aperto de mão (imagem ilustrativa).

Produtos sustentáveis

São produtos que apresentam melhor desempenho ambiental ao longo do seu ciclo de vida. Nesse sentido, os produtos considerados sustentáveis podem gerar menos perdas, seja por serem recicláveis ou mais duráveis. Além disso, a constituição de um produto sustentável se ancora em três pilares: econômico, social e ambiental, sendo necessário levar também em consideração a questão do seu impacto nessas três instâncias – principalmente ao pensar em soluções de mercado.

Programas de inovação

É uma ferramenta que potencializa novas ideias dentro e fora da empresa, com o intuito de transformar a inovação numa atividade consistente e em conformidade com seus objetivos. Como resultado, há impactos tanto nos produtos quanto nos processos internos da organização.

Aqui na Semente, por exemplo, com a metodologia Programas para Cultura da Inovação, ajudamos você e a sua empresa a construírem uma nova dinâmica de trabalho, com o objetivo de promover ambientes mais livres, criativos, que incentivem a ideação e a implementação de soluções de problemas do dia a dia corporativo. Saiba mais!

Proposta de valor

Corresponde a ideia de como um determinado negócio pode ser relevante para o seu cliente. O desenvolvimento de uma proposta de valor substantiva é fundamental, pois nela aparece o seu público-alvo, o problema que a sua startup quer resolver e por quê o seu negócio é a melhor alternativa para isso. Logo, é preciso considerar quatro passos importantes para uma proposta de valor realmente atraente: definir, avaliar, medir e construir.

Prova de conceito

O termo POC, do inglês Proof of Concept, significa Prova de Conceito. É o ponto de partida da conexão entre empresas consolidadas e startups. A POC é um projeto em escala muito reduzida, rodado de forma ágil, em “ambiente controlado”, com prazo delimitado (que sugerimos ser de até 90 dias) e métricas claras de sucesso.

Algumas empresas podem chamar de piloto, pois essa é uma forma mais simples e barata de experimentar se uma determinada solução tem aderência aos desafios do negócio da empresa – e isso vale tanto para a contratação de soluções, quanto para a cocriação.

Sentiu falta de algum tempo? Então escreva para gente: contato@sementenegocios.com.br.

Janderson Silva

Janderson Silva

Redator. Graduado em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo pela Universidade FUMEC e mestre em comunicação pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Tem experiência com redação, revisão, SEO, copywriting, produção de conteúdo, assessoria de comunicação e de imprensa. Na pós-graduação, desenvolveu trabalhos na área de editoração de revistas do segmento cultural e dossiês com a temática Queer. Hoje atua diretamente com o blog da Semente.

2 comentários em “Glossário de inovação e empreendedorismo: tudo que você precisa saber”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.